Capa » Artigos » Dicas de trekking para iniciantes – Equipamentos
Dicas de trekking para iniciantes – Equipamentos

Dicas de trekking para iniciantes – Equipamentos

Recebo muitas perguntas através do facebook sobre equipamentos de trekking. Achei mais fácil fazer um resuminho sobre cada um, lembrando que não sou nenhuma especialista em equipamentos, mas aprendi no dia a dia a deixar minha mochila mais leve e fazer com que tudo coubesse dentro dela.

A minha intenção não é escolher o equipamento para vocês, e sim fazer com que cada um tenha ideia do que procurar e onde procurar.

Barraca

A barraca para trekking deve ser o mais leve possível e equipamentos mais leves geralmente são mais caros. Mas o que é uma barraca leve?
Para mim (minha opinião) uma barraca leve deve pesar no máximo 2Kg. Vejo muitos trekker’s carregando barracas de 2,5Kg e não acham pesadas, mas para mim e para um trekking longo eu acho pesadinha.

Leve em conta também se a barraca possui avanço (para cozinhar em dias de chuva) e uma boa coluna d’agua (acima de 1000mm).

Barracas Nacionais até 2Kg

bivak1_az

 

 

Trilhas e Rumos – Bivak – 1,7Kg – Coluna D’agua – 2000mm

 

 

barraca_falcon_2_pessoas-02_1

 

 

Nautika – Falcom 2 – 1,8 Kg – Coluna D’agua – 1000mm

 

 

barraca-mini-pack-azteq

 

 

Azteq – Mini Pack – 2kg – Coluna D’agua – 6000mm

 
 
 
 

Saco de dormir e isolante

Saco de dormir

Já me perguntaram sobre colchão inflável e colchonete, mas isso em um trekking não é o recomendável, o ideal é levar um saco de dormir e um isolante térmico.

Existem sacos de dormir bem baratos e enormes, parecem umas mortadelas gigantes. Eu não compraria um desses. Tente um compacto e leve.

É muito importante também, escolher o saco de acordo com a temperatura, e nesse caso o que realmente conta não é o a temperatura extrema, procure saber qual a temperatura conforto (para mulheres) ou limite (para homens) do saco de dormir.

Você consegue achar sacos leves para temperaturas positivas e um pouco mais pesados para temperaturas negativas.

dicas de trekking para iniciantes

Exemplos de Sacos de dormir (leves) – temperaturas positivas:

Exemplos de Sacos de dormir (leves) – temperaturas negativas:

Para o Brasil os sacos acima atendem, pois não temos temperaturas muito baixas. Para locais mais frios são recomendados sacos com temperaturas ainda mais baixas e consequentemente mais pesados (e mais caros também).

  • Para quem precisa ir para uma montanha mais alta e mais fria, indico o saco que eu usei nos Andes o Deuter Neosphere -15°C, com conforto -7°C e limite -15°C.
Clique aqui e confira o artigo com dicas de como transportar,guardar e conservar seu saco de dormir.

Isolante

Agora vamos falar sobre o Isolante térmico. Ele não é um opcional, ele é realmente necessário. A função dele é isolar a temperatura do solo, ou seja, isolar aquela friaca ou aquele calor infernal que vem do chão. A parte aluminizada deve ser voltada para cima no frio e para baixo no calor (isolantes de EVA).

Existem isolantes térmicos de diversos materiais, como os de EVA, espuma de polietileno (dobráveis) e infláveis.

Mochila

15454958_m

Esse é um equipamento que deve ser escolhido com cuidado, não que os outros não precisem, mas a mochila vai pendurada no seu corpo.

Já vi mochilas que depois de montadas, a parte das costas ficam estufadas, as alças não regulam, barrigueiras extremamente desconfortáveis, alças que correm e precisam ser ajustadas todo o tempo. Isso não é nada bom durante uma longa caminhada.

Aí caímos na questão do preço x qualidade. Uma mochila confortável não vai ser barata, mas em um trekking ou um mochilão, vai fazer toda diferença. Verifique se as alças são reguláveis, se a mochila é bem dividida, quanto peso ela suporta e procure review’s quando achar que escolheu um modelo.

E o tamanho? Normalmente quem pratica trekking e hiking tem mais de uma mochila. Um hiking (trilha bate e volta) ou um trekking de dois dias normalmente usamos mochila de ataque (até 35l), para um trekking longo normalmente usamos as cargueiras (acima de 35L).

Mochilas de ataque – até 35 L

São mochilas para Hiking (trilha bate e volta), para um trekking de final de semana ou um ataque ao cume. Existem muitas marcas boas no mercado, fica até difícil escolher.

Mochilas de ataque das marcas Deuter, guepardo, Curtlo, Azteq, Black Diamond, Osprey, Thule.

Mochilas Cargueiras – acima de 35L

São mochilas mais pesadas, resistentes, com barrigueiras e ajustes de alças e costado. Também temos boas marcas tanto nacional como internacional.

Alguns das marcas disponíveis:

Pode parecer uma bobagem que exista mochilas masculinas e femininas, mas é aí que está a “mágica” da coisa. O corpo da mulher possui mais curvas, um quadril maior, tronco menor e seios maiores e as mochilas femininas foram feitas para se ajustarem a esses detalhes. Pode confiar… Faz toda diferença.

Bota e meia

49827428_m

Bota é o calçado ideal para trekking e é essencial que seja confortável, aderente e impermeável. Não tenho como dizer qual é a melhor bota, existem muitas dentro desse critério, cabe a você descobrir qual se adapta melhor ao seu pé.

Tão importante quanto a bota é a meia de trekking. Muitas pessoas não se atentam para esse item e acabam usando qualquer meia, principalmente as de algodão, que ficam molhadas de suor, provocando bolhas e até frieiras nos pés.

Descobri da forma mais difícil que existem meias próprias para essa atividade. Procure nas lojas especializadas pelas meias de trekking, elas são mais caras, mas valem a pena.

Exemplos de marcas de botas

Vestuário

16140194_m

Eu costumo fazer trekking de camiseta dry fit, que é um tecido leve e que não absorve o suor (ela seca bem rápido) e de calça-bermuda de trekking. Eu sempre escuto a pergunta: e no calor? Você não usa short? NÃO. Nada contra short, mas se eu precisar sentar em um tronco, pedra ou no chão, não quero correr o risco de alguma coisa ou um bicho entrar onde não deve.

No caso de vestuário de montanha a dica sempre vai ser as três camadas: segunda pele, fleece e anorak.
Muitas pessoas aguentam fazer as montanhas no Brasil com bem menos roupa, mas eu preciso das três camadas e digo mais, no pico da bandeira eu ainda usei uma jaqueta de pluma de ganso (peguei -5º e isso pra mim é frio).

Marcas de vestuário – 3 camadas

Temos muitas marcas boas que trabalham com as 3 camadas. A variedade de modelos, cores e materiais é grande. Temos marcas brasileiras como Curtlo e Solo e as importadas The North Face, Makalu.

Kit cozinha e fogareiro

22259525_m

Eu sempre levo um kit cozinha bem simples. Uma panela pequena com tampa, pegador, canivete, colher e garfo e sempre foi suficiente.

Dê preferência aos Kits que tenham tampa, pegador e que se encaixem, para que tudo fique dentro da panelinha principal. Dessa forma você otimiza espaço e fica fácil na hora de se achar.
Evite levar panelas grandes e frigideiras, pois elas ocupam muito espaço na mochila.

O fogareiro é um item muito leve. Existem uns bem leves e pequenos que vem em caixinhas para transporte, normalmente duram muito e são realmente úteis.

Saco estanque

foto-3

Esse é um item que nem todo mundo usa por ser um pouco caro. Dá para improvisar? Até dá… um quebra galho é revestir a mochila por dentro com um saco de lixo grosso. Claro que pode não aguentar caso sua mochila caia no rio e permaneça lá algum tempo, mas é melhor que nada.

Eu uso um saco estanque compressor, que além de ser impermeável, ainda comprime bem, me ajudando a diminuir o volume dentro da cargueira.

No Brasil temos vários modelos de saco estanque (Sea to summit) e somente 1 modelo de saco estanque compressor (sea to summit), que aliás é bem difícil de achar nas lojas.

Fica aí a dica para a marca Sea to Summit! Por mais sacos estanques compressores… Eles são ótimos.

Cantil ou Bolsa de Hidratação

18969035_m

Item indispensável para qualquer trilheiro, seja em um trekking longo ou Hiking. Eu particularmente prefiro as bolsas de hidratação ao cantil, pois você não precisa parar para retirar da mochila e nem abrir, é só sugar da mangueira.

Vale lembrar que sempre que coletar água de rios, cachoeiras ou lagos você deverá usar pastilhas de cloro (clorin) ou Hidrostéril (gotas) para tratar a água, deixando-a própria para o consumo.

Existem algumas opções de bolsas de hidratação no mercado e as mais conhecidas são Nautika, camelbak e Deuter.

 

Óculos de montanha

52129676_m

 

Um bom óculos de sol para fazer trekking ou alta montanha é indispensável. Para trekking um bom fator de proteção UV é suficiente, mas quando for para o gelo outros cuidados deverão ser tomados, como comprar óculos com UV 99-100% e que cubram entre os olhos e as laterais.

Uma boa marca de óculos de sol é a Julbo, com modelos para trekking e alta montanha.

Existem outros post’s básicos de trekking super importantes, clique aqui e saiba mais sobre Alimentação e hidratação, equipamentos, Kit primeiro socorros, organização da mochila cargueira, seguro com salvamento e resgate, etc.
É importante lembrar: Se você decidiu fazer uma viagem de aventura, principalmente para fora do país, a recomendação é que você faça um seguro viagem com cobertura para esportes outdoor. Clique aqui para saber mais. 
Este não é um post patrocinado.

Fotos: 123rf.com

Sobre Gisely Bohrer

Gisely Bohrer
Mineira de nascimento, Vila-Velhense (canela-verde) de coração, analista de importação, estudante de Turismo, blogueira e viciada em esportes. Trekking, corrida e musculação ocupam boa parte do seu tempo livre. Começou no trekking através do Clube de Desbravadores e desde então é sua paixão. Além dos esportes, ama viajar e ler um bom livro. Vive tudo intensamente para esta vida ser suficiente.

27 comentários

  1. Pensei em começar a fazer trekking, mas quando desisti descobri seu blog. Vou ler tudo. Obrigada

  2. Boa noite, irei acompanhar o grupo de aproximadamente 30 pessoas em uma trilha pela mata atlântica, reserva florestal núcleo serra do mar, entre Cunha e Paraty, apesar de sermos acompanhados pelos guias do parque estatual, serei responsável pelo grupo. Já busquei muita informação para orientar os participantes, um grupo bastante heterogêneo. Como procuro ser o mais cuidadoso possível, parece que sempre esta faltando algo. Caso tenha algumas palavras, com certeza será muito válidas. Desde já, grato pela atenção.

    • Gisely Bohrer

      Oi Aldo. Se quiser me enviar um e-mail através do contato do meu site explicando melhor a trilha fica mais fácil te ajudar com algumas dicas 🙂
      Fico aguardando.

  3. Gisely,

    Eu e minha namorada Camilla Santiago estamos iniciando no estilo “Trekker”, seu Blog está sendo de grande valia pra gente, realmente inspirador!

    Muito obrigado, e parabéns pelo trabalho.

  4. Olá, adoro seu blog e os rolês que você faz, alguns eu já fiz também e outros estão na minha lista… Hoje vim te perguntar isolante térmico (EVA ou inflável, qual marca) você indica pra fazer um trekking de 10 dias! (vou fazer circuito O de Torrres del Paine!!!). Beijo e até.

    • Gisely Bohrer

      Oi Adriana fico feliz em saber que gosta do blog 🙂 O Isolante térmico é algo muito importante ainda mais pra quem sente muito frio rsrsrsrs.

      Sobre EVA ou inflável vai de vc… Eu tive um autoinflável term a rest por 1 ano, sem nenhum problema, nem furo, nadinha. Agora estou com um da sea to summit que tem uma camada extra de proteção, também inflável.

      Te dei 2 opções importadas, mas vai uma nacional… quechua que é vendido na decathlon. Os importados tem peso em torno de 300 a 400gr e o da quechua pesa 550gr.

      Espero que as dicas te ajudem 🙂 e boa trilha p vc!!! Aproveite Torres!

  5. Gisely, como dica poderia fazer um post de alimentação em trekkings longos e travessias, sempre fico com dúvida, o que é mais prático e vale o esforço no custo beneficio de carregar e cozinhar.
    Parabéns pelo post

  6. ola adorei sua matéria muito importante para quem quiser começar temos um grupo no face quiser participar sera bem vinda aos kalangos mochileiros vlw pelas dicas
    https://www.facebook.com/groups/kalangomochileiro/

  7. Olá, bom dia. Muito boa sua matéria, ajuda bastante principalmente para quem esta começando. Precisamos de pessoas assim.

  8. Oi Gisely! Você é um exemplo mesmo. Quem dera se as crianças pudessem ter aulas com vc. Seriam adultos melhores com certeza. Eu te adoro. Beijos!

  9. Oi Gisely! Amei as dicas.. Simples e objetiva!
    Adorei a mochila da foto também.. Sabe me informar a marca e o modelo? E no caso do isolante dobrável conhece algum site internacional que venda?

    • Gisely Bohrer

      Oi Lilian, a foto da mochila é ilustrativa, de banco de imagens, então não sei que modelo é, mas sei que não vende no Brasil. Isolantes dobráveis tb não vende no Brasil, somente os infláveis e de EVA. O Aliexpress e o DX vendem, mas é quase certeza q vai ser taxado. Obrigada pelo retorno 🙂

  10. Nicolas Montanari

    Bom dia
    Estou com bastante duvida no caso da cargueira, realmente o que é bom é caro chegando até a mil reais, mas como tenho que comprar quase tudo que é necessario para o trekking não é opção gastar tudo isso na mochila.
    Gostaria de sua opinião quanto a Intruder 80l Nautika.
    E alguma indicação de marca que não tenha nenhum valor exorbitante

    Obrigado 🙂

    • Gisely Bohrer

      Oi Nicolas a Nautika é uma mochila de entrada, como eu disse no post, ela não costuma durar muito e praticamente não oferece conforto. Uma marca intermediária talvez dure um pouco mais, como uma Quechua, ou uma entrada com uma qualidade um pouquinho maior como a Trilhas e Rumos. Mas sendo bem sincera a coisa começa a ficar realmente boa da Curtlo pra cima 🙂

  11. Wilson Roberto Coelho

    Ola Gisely, sempre tive desejo em fazer trekking, porém por motivos profissionais sobrava pouco tempo.
    Pode me dar algumas dicas para um iniciante sexagenário?

    • Gisely Bohrer

      Oi Wilson, nunca é tarde para começar. Comece com trilhas mais leves e depois vá aumentando o nível. Sempre recomendo que todos comecem com guias, depois façam cursos de navegação e trekking, para somente depois se aventurar sozinhos. Outra dica importante é sempre praticar algum exercício físico, pois o trekking vai exigir um “pouco” do seu joelho.

      Leia tb os posts para iniciante que fiz aqui no blog 🙂 http://www.amontanhista.com.br/informacoes-basicas/

  12. Olá, eu e mais 4 colegas estamos planejando a travessia petropolis X teresopolis. Gostaria de saber quais os tipos de alimentos devo levar, o que você indicaria? Somos em 4, talvez eu seja o mais faminto do grupo: peso 85Kg, tenho 1,84 m. Não sei se essa informação é relevante, mas é só pra ter uma noção do quanto preciso comer pra ter energia durante a travessia.

    Obrigado!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome. & GeekyCube.